O chá de hibisco faz defecar? Conheça 4 efeitos e benefícios inusitados

O hibisco é comumente desfrutado na forma de chá e diz-se ter variados benefícios para a saúde como um todo. Contudo, isso inclui fazer você cocô? E no que mais ele ajuda o organismo? Aqui estão as respostas. Acompanhe.

Resumo deste maravilhoso conteúdo

Chá de hibisco faz a pessoa defecar, é de fato um laxante?

De acordo com a publicação constante em www.scielo.br, os ácidos existentes no hibisco podem funcionar como um laxante suave que pode ajudar a reduzir a constipação, o inchaço e os gases dolorosos.

Ele também tem propriedades antibacterianas que mantêm seus intestinos saudáveis, evitando o bloqueio da formação fecal. Os polifenóis do hibisco também estimulam o sistema digestivo e previnem a incidência de câncer de estômago.

Continue lendo para descobrir como você pode utilizar o hibisco para tratar disfunções de constipação, bem como quanto beber para obter os melhores resultados e efeitos benéficos adicionais desta planta/flor.

Como usar o hibisco para tratar a constipação (chá para defecar)

Preparar sua própria bebida a base de hibisco em casa não é uma tarefa difícil, desafiador pode ser encontrar o próprio hibisco (in natura), dependendo de sua região.

Embora você possa preparar o seu próprio chá fresco, para aproveitar ao máximo os benefícios do hibisco, você pode conjugá-lo a outras ervas poderosas dentro de um blend de chá seca barriga (preço quase sempre compensa, encontre uma boa loja local ou loja on-line) - especialmente quando se trata de problemas de constipação. Ainda assim, vamos te mostrar como fazer você mesmo.

Chá de hibisco e como prepará-lo

Ingredientes para o chá:

  • 1,5 colheres de chá de hibisco fresco ou 1 sachê de chá (o hibisco fresco é preferível para obter o máximo de benefícios à saúde);
  • 1 xícara (8 fl. oz.) de água;

Instruções para preparar:

  1. Simplesmente ferva a água a 208°F;
  2. Coloque o hibisco no bule e adicione um pouco de água quente;
  3. Cubra o bule e deixe em infusão por 10 a 15 minutos;
  4. Coe as flores de hibisco e despeje o chá quente em uma xícara.

Agora que você fez essa deliciosa infusão, provavelmente está se perguntando: “Tudo bem, o chá de hibisco faz defecar, mas quais benefícios, além de melhorar a questão da prisão de ventre, o hibisco pode proporcionar?” Vamos a eles.

4 grandes e pouco difundidos benefícios do Chá de hibisco

1 - O chá de hibisco promove a perda de peso?

É importante notar que o hibisco não substitui uma dieta alimentar saudável e exercícios regulares; ele deve ser inserido neste contexto.

Nessa altura você está avisado e ciente que o chá de hibisco faz a pessoa defecar mais e melhor. Para ainda além, é digno salientar que esta flor/planta pode desempenhar um papel interessante na eliminação do peso, graças às suas propriedades diuréticas.

Um estudo descobriu que consumir extrato de hibisco por um período de 12 semanas causou uma redução do peso corporal, menos gordura visceral (abdominal) e um IMC reduzido, em pessoas com sobrepeso ou obesidade 1 e/ou 2.

2 - Hibisco atua no stress e é anti-inflamatório

O interessante hibisco também funciona como um anti-inflamatório, o que beneficia o equilíbrio do “hormônio do stress”, o cortisol.

Não somente, ele também mantém os níveis de gordura armazenada baixos. O que é bem interessante, certo?

3 - O hibisco é bom para o crescimento do cabelo?

As flores de hibisco são naturalmente cheias de aminoácidos que fornecem ao cabelo os nutrientes necessários para ajudar a promover o seu crescimento. Tais aminoácidos se convertem em um tipo especial de proteína conhecida como queratina, que ajuda a construir o cabelo.

A queratina para o cabelo é como a testosterona para o homem. Ela torna o cabelo menos propenso à quebra, mais forte e grosso, além de mais brilhoso e volumoso.

4 - O chá de hibisco é bom para a pele?

Diz-se que o chá de hibisco ajuda com manchas que vem com a idade, bem como uma aparência mais jovem, mais fresca e mais suave. Os ácidos naturais encontrados no hibisco auxiliam na purificação da pele, quebrando as células mortas e aumentando a renovação celular. Não obstante, o hibisco pode até ser benéfico no controle de acne.

Seria impecável se esta planta não tivesse nenhum ponto arriscado, não é? Se você está preocupada(o) com quais são esses possíveis efeitos colaterais, continue lendo para descobrir o que pode surgir com o uso contínuo do hibisco.

4 grandes efeitos colaterais surpreendentes do hibisco

Embora o hibisco seja uma excelente via de melhora para a digestão e prisão de ventre, há certas coisas que você precisa ter em mente ao usar esta planta/flor. A citar:

1. Pressão Arterial

Se você tem pressão arterial baixa, evite beber chá de hibisco. De acordo com um estudo realizado por Diane McKay, da Universidade Tufts - USA, as pessoas que bebiam chá de hibisco todos os dias apresentaram pressão arterial reduzida, com uma queda de 7,2 pontos.

Aqueles que tiveram uma leitura sistólica de 129 ou superior tiveram uma resposta maior ao chá de hibisco. A pressão sistólica diminuiu em média 13,2 pontos, com a pressão diastólica caindo em média 6,4 pontos, e a pressão arterial média diminuiu em média 8,7 pontos.

Com isso dito, se você sofre de pressão alta, o chá de hibisco pode ajudá-lo a reduzi-la, naturalmente!

2. Mudanças na Consciência

Embora isso possa parecer alarmante, o chá de hibisco pode, para alguns, produzir um efeito alucinógeno, ou causar uma sensação semelhante à intoxicação. Se você nunca bebeu hibisco antes, beba-o em um ambiente seguro, onde você sabe que não precisa dirigir a lugar nenhum, por exemplo.

Talvez, isso se deva ao fato de que o hibisco pode deixá-lo com sono ou atordoado, criando uma situação potencialmente perigosa.

3. Problemas de estrogênio

Se você tem baixo estrogênio, está em terapia de reposição (ou modulação) hormonal ou controle de natalidade, é recomendável não beber hibisco. Alguns estudos mostraram que o Hibiscus rosa-Sinensis pode conter estrogênio, ou afetá-lo de alguma forma. Se você se enquadra em algum destes casos, é melhor evitar o risco.

4. Problemas de gravidez e amamentação

O hibisco não é recomendado durante a gravidez e a amamentação, pois os possíveis efeitos colaterais no bebê ou no feto ainda não são claros. Há também algumas evidências anedóticas que indicam que beber grandes quantidades de hibisco ao longo do tempo pode afetar negativamente a fertilidade (evidências ainda não conclusivas, todavia, o melhor é evitar).

Perguntas muito frequentes sobre Hibisco

Muita gente ainda tem outros questionamentos sobre esta interessante planta/flor, como, por exemplo, quanto se pode consumir com segurança para aproveitar os benefícios. Saiba agora.

Quanto chá de hibisco é seguro beber para alívio da constipação?

Não há diretrizes específicas sobre quanto usar o chá de hibisco adequadamente. A maioria das formulações de cápsulas são oferecidas em doses de 250 mg a 400 mg e geralmente são consideradas seguras, desde que você fique dentro dessa faixa.

Semelhante ao método listado acima, flores ou pós de hibisco secos podem ser usados ​​para fazer chá e xaropes - e podem ser usados com frequência, sem riscos à saúde.

O chá de hibisco pode ser feito facilmente seguindo a receita que já ensinamos, no entanto, se você o estiver usando para fins medicinais (constipação, etc.), limite-se a não mais do que duas a três xícaras por dia, para evitar efeitos colaterais indesejados.

Todo o hibisco é seguro para consumir?

Como os suplementos alimentares naturais não carecem de análise criteriosa no Brasil, é sempre melhor e mais inteligente escolher itens produzidos por um fabricante respeitável, com uma marca estabelecida. E lembre-se: nem tudo que é importado é bom. Siga esta próxima recomendação para não escolher algo ruim (ou até ilícito).

Se você estiver buscando por flores de hibisco in natura ou desidratadas (ou qualquer erva para chás), escolha apenas aquelas que foram aprovadas e certificadas como orgânicas e 100% veganas, de acordo com os regulamentos (ANVISA e FDA), e verifique a existência de selos de qualidade, como o “K Parve”; isso garante que você está adquirindo o chá melhor seca barriga do mercado.

Como regra geral, tenha muito cuidado com importados feitos com hibisco. Por mais que afirmem ser “naturais”, é quase impossível ter certeza se foram infectados com pesticidas, produtos químicos ou outros contaminantes nocivos.

Se você está comprando hibisco por seus benefícios medicinais, certifique-se de que “Hibiscus sabdariffa” esteja claramente exibido no rótulo.

Dica extra | Outra opção: Cha de Sene para defecar

Nas pessoas que têm prisão de ventre, as movimentações intestinais não acontecem como deveria, sendo também o motivo do acúmulo de gases.

O sene atua diretamente nisso, pois ele tem flavonóides, elementos senosídeos e também mucilagens, que juntos, proporcionam uma ação laxante poderosa. É por isso que a infusão desta folha ficou tão conhecida por “chá para fazer cocô”.

“Sem muitas cerimônias”: sim, você pode se utilizar do chá de sene para defecar e livrar-se do ventre preso.

Você pode preparar seu chá com as folhas já secas do Sene (ou Alexandrina Senna) - em muitos lugares, a chamam Cassia angustifolia, ou Alexandria senna (ou simplesmente Senna).

Ingredientes - Chá do Sene

  • Sene (folhas secas): de 500mg a 2000 gramas;
  • Água já fervida (1 quarto de litro);

A infusão (como fazer)

  • Jogue a água fervida na xícara, que já deve estar com o sene adicionado. É interessante tampar com qualquer coisa que o valha.
  • Após 5 a 10 minutos, você já pode beber (depois de coar, claro).

Uma alternativa bem legal é fazer uma solução. Você pode usar o 8 mililitros do xarope da folha, ou mesmo 3 mililitros do fluido (o extrato). Esta solução deve ser preparada em metade da metade de 1 litro (1 copo do comum cheio, aproximadamente) de água.

Diante de sua poderosa atuação laxativa,  recomendamos, portanto, utilizar 3 vezes (no máximo) ao dia, o chá para defecar a base de sene.

As contraindicações contemplam as pessoas que estão com:

  • menstruação em período ativo,
  • ventre preso em quadro grave,
  • crianças (menores de 12 anos),
  • lactantes e/ou gestantes,
  • intestino estreitado, obstruído e/ou inflamado,
  • dores agudas nas regiões abdominal/visceral,
  • varizes hemorroidárias,
  • insuficiências cardíacas/renais/hepáticas,
  • problemas diretos/indiretos do apêndice,
  • inficionação urinária.

Desejamos que você desfrute de todas as benfeitorias que estas plantas/folhas/flores podem lhe proporcionar. Não deixe de mandar esta publicação para aqueles que precisam emagrecer com saúde. Comente abaixo sua experiência com o hibisco e sene. Até mais.

Nutricionista Gustavo Schneider

Nutricionista CRN2 8501 - Formado pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e Especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho (UGF). Entusiasta do uso de suplementação alimentar consciente e alimentação saudável

Separamos estes conteúdos especialmente para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Go up