Conheça os riscos da pressão alta e saiba como se cuidar

A pressão alta é uma comorbidade bem conhecida entre os brasileiros, uma vez que cerca de 30% das pessoas são hipertensas no país.

O dia 26 de abril é considerada a data para lembrar que essa doença tem prevenção e diagnóstico precoce. Uma pessoa portadora de hipertensão pode ter uma vida longa e saudável, desde que faça o acompanhamento correto. 

Essa é uma condição que necessita de cuidados especiais e algumas restrições, entretanto é possível manter os níveis de pressão estáveis, como a utilização de remédios e de serviços de alimentação

Depois que é diagnosticado, o paciente precisa viver com mais atenção à sua alimentação, incluindo também o cuidado com bebidas, alimentos com concentração de sal muito alta, entre outras condições que veremos a seguir. 

Todos nós devemos viver bem e saudáveis, comendo e bebendo tudo que temos direito, porém, é necessário atenção para não prejudicar a saúde com os excessos.

Neste artigo vamos aprender sobre como a pressão alta é uma doença séria e que precisa ser tratada como tal, pois ela pode gerar complicações médicas e, em casos graves, levar à óbito. 

Pesquisas no mundo inteiro estão sendo feitas para melhorar cada vez mais a qualidade de vida de pessoas hipertensas, mas ainda assim é preciso se cuidar e seguir as recomendações médicas.

Fique atento no texto a seguir para tirar todas as suas dúvidas sobre pressão alta. Com certeza, você conhece alguém que sofre com esta doença.

Resumo deste maravilhoso conteúdo

O que é pressão alta e quais suas causas

A hipertensão arterial é uma condição crônica, não é transmissível e pode ser tratada durante toda a vida da pessoa.

A doença caracteriza-se pela elevação dos níveis da pressão arterial, normalmente quando estão acima de 14/9 - sendo o primeiro número referente à pressão máxima sistólica, que corresponde às contrações do corpo.

O segundo número está relacionado ao movimento de diástole, que é quando o coração relaxa. O quadro ideal da pressão é que fique 12/8.

Em outras palavras, é um aumento anormal e por um tempo longo da pressão que o sangue faz ao circular pelas artérias do nosso corpo.

São esses níveis que o aparelho de pressão digital de braço identifica quando fazemos a checagem da pressão no braço de uma pessoa.

As causas podem ter várias origens, a primeira é a predisposição que a pessoa tem devido ao seu histórico familiar, ou seja, alguém da sua família tem ou já teve a doença. 

O risco é de aproximadamente 29% dos filhos que possuem pais hipertensos desenvolverem a doença. A idade, sem dúvida, também acaba sendo um fator de risco, e isto ocorre porque as artérias tendem a perder flexibilidade ao longo de sua vida. 

Alguns especialistas associam também à etnia como fator para desenvolvimento da doença, sendo as pessoas da população negra e asiática a ter uma disposição maior ao risco da doença. 

Outros fatores de risco também levam ao aumento súbito da pressão, tais como: obesidade, estresse, sono irregular, má alimentação, tabagismo, alto consumo de sal, sedentarismo, diabetes, entre outros.

Durante a pandemia do covid-19, muitas pessoas que possuem essa condição começaram a procurar na internet por kit academia ao ar livre preço, pois o sedentarismo e a obesidade são condições que podem levar a esta condição, como também pode piorar.

Como é feito o diagnóstico 

A pressão alta é uma doença silenciosa. Algumas vezes pode se manifestar através de manchas vermelhas na pele.

Entretanto, alguns sintomas mais corriqueiros são:

  • Falta de ar;
  • Zumbido no ouvido;
  • Dores no peito;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça;
  • Visão borrada.. 

Para uma comprovação exata, o diagnóstico é feito com base em diversos exames de monitoramento da pressão. Primeiro, são realizadas medições durante três dias. 

Se mesmo com a calibração de equipamentos médicos não for possível o diagnóstico, o paciente vai utilizar um equipamento chamado holter, que fica preso ao seu corpo durante alguns dias e faz a medição da pressão recorrentemente durante esses dias. 

Como realizar a prevenção

A prevenção pode ser considerada toda ação em que o paciente preza pela saúde em primeiro lugar. Todos os itens que abordamos no início do texto podem ser evitados, proporcionando uma vida melhor e livre de doenças, como a pressão alta.

Esportes são muito bem-vindos em todos os casos, por isso procure por um espaço com alambrado para quadra esportiva e comece a jogar.

Esportes como futebol, tênis, corrida e musculação são ideais para manter a forma física e evitar aumento da pressão arterial.

Optar por uma alimentação saudável, priorizando produtos orgânicos, evitando embutidos e carne de porco também auxiliam na prevenção. Ainda mais quando há pessoas na família que sofrem com essa doença. 

Além disso, os exames de rotina realizados a cada seis meses também é considerada a melhor forma de prevenção, uma vez que com um diagnóstico precoce, o tratamento será muito mais eficaz.

O sobrepeso também pode causar aumento da pressão arterial, desencadeando vários outros problemas de saúde.

Por isso, muitos pacientes estão procurando por tela pra quadra para melhorar seu empenho nos esportes, e consequentemente, seu desempenho físico.

Não se trata apenas de estética, mas de saúde. Muitas pessoas também estão acima do peso, porém praticam exercícios e tem uma alimentação saudável.

Quais os riscos relacionados

Para uma pessoa que possui pressão alta, nada é tão simples quanto parece. Muitas vezes, é necessário ir ao mercado e ler etiquetas para produtos alimentícios, pois alimentos com muito sódio podem piorar a doença, mesmo que ela esteja sendo acompanhada.

Os hipertensos também precisam ficar atentos ao estresse e nervoso que passam, algumas pessoas sofrem de ansiedade e depressão e acabam fazendo uso de medicação para ambos os casos.

Entretanto, os surtos podem prejudicar o tratamento da pressão e elevar os níveis, por isso deve-se ter cuidado e um acompanhamento sério e contínuo da medicação.

Nas gestantes, a pressão alta também apresenta um alto risco para a mulher e bebê. Alguns costumam desenvolver essa condição durante a gestação. 

O maior risco é  desencadear um quadro de pré-eclâmpsia (crise convulsiva que pode colocar em risco a vida da mãe e do bebê) e, se não for controlada, um quadro de eclâmpsia.

Os riscos mais graves são, sem dúvidas, a possibilidade de infarto e de um acidente vascular cerebral, o famoso AVC. Os problemas renais também podem estar relacionados à pressão alta.

A hipertensão foi considerada uma comorbidade perigosa para as pessoas que contraíram a doença do coronavírus, foi um momento muito difícil e estes pacientes entraram na lista do grupo de risco.

Como realizar o tratamento

O tratamento de pressão alta depende de vários fatores, inclusive do tipo de doença que o paciente tem. 

Em alguns casos raros, o paciente pode controlar a condição com uma mudança nos hábitos alimentares, exercícios físicos e controle do estresse, como procurar uma clinica de acupuntura para tratamentos alternativos.

Já a grande maioria tem necessidade do acompanhamento através de medicações para pessoas hipertensas, que tendem a diminuir a pressão arterial, eliminando maiores riscos para a pessoa, como alterações no cardápio e uma rotina de exercícios.

Alguns médicos também prescrevem diuréticos para que o excesso de sódio vá embora com o xixi. Em casos mais graves, o paciente pode fazer uso de mais de um medicamento.

Há também casos de hipertensão super resistente, um padrão que não é muito comum e que não pode ser controlado com o uso de medicamentos convencionais.

Nestes casos, alguns profissionais da saúde optam por por equipamentos mais elaborados, como cateter e medicamentos cardíacos.

Como agir durante as crises de pressão alta

É comum os pacientes que sofrem de pressão alta ter acesso de crises, cujo sintomas baseiam-se em dor de cabeça, visão turva e até mesmo enjoos.

O recomendado é tomar imediatamente o medicamento receitado pelo médico, entretanto, se o mal-estar não passar em poucos minutos, deve ser encaminhado ao pronto-socorro para um tratamento mais específico.

Algumas pessoas oferecem sal quando veem a outra passando mal e deduzem que a pressão delas caiu, quando isso acontecer, não coloque o sal na boca. Nunca sabemos se a pessoa sofre de pressão alta e não baixa e esse consumo pode desencadear uma crise.

Felizmente, com o avanço da tecnologia, os hipertensos têm uma longevidade satisfatória, o que anos atrás era mais difícil. Controlar, monitorar e tratar são o tripé que mantém as pessoas vivas e saudáveis. 

Portanto, não deixe para amanhã o diagnóstico que você pode ter hoje, mesmo que os sintomas não sejam evidentes, faça os exames de rotina e observe os sinais. A pressão alta tem tratamento, então seja rápido.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Nutricionista Gustavo Schneider

Nutricionista CRN2 8501 - Formado pela Universidade do Vale do Itajaí (Univali) e Especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho (UGF). Entusiasta do uso de suplementação alimentar consciente e alimentação saudável

Separamos estes conteúdos especialmente para você

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Go up