Então, você está ingressando no mundo do jiu-jitsu? Arte marcial de origem japonesa que significa “arte suave” e tem como filosofia o equilíbrio e controle do corpo. Essa modalidade esportiva tem hoje milhões de adeptos em todo o mundo.

Um dos maiores desafios para quem está começando no esporte é descobrir os seus segredos. Neste post, vamos contar a você algumas dicas que ajudarão a desvendar os segredos do jiu-jitsu para iniciantes. Confira!

O jiu-jitsu

Sabe-se que a sua origem é japonesa, mas não é possível precisar quando exatamente o jiu-jitsu foi criado. É uma arte voltada para o desenvolvimento de técnicas de autodefesa e ataque, mas sem a utilização de armas, na qual o praticante utiliza-se de golpes que envolvem as articulações, torções, estrangulamentos, imobilizações e alavancas, com o objetivo de finalizar o adversário, fazendo com que ele desista do combate.

Essa arte marcial foi aprimorada em solo brasileiro pela família Gracie, com os irmãos Carlos e Hélio Gracie, que foram apresentados ao jiu-jitsu pelo senhor Mitsuyo Maeda. Hoje, o brazilian jiu-jitsu é a forma mais praticada do esporte no mundo.

O amadurecimento do atleta nesse esporte é medido por meio de um sistema de faixas coloridas. Há uma diferenciação entre as cores para o infantil e adulto. Na graduação adulta, aliás, são apenas 5 faixas (branca, azul, roxa, marrom e preta), mas para cada faixa, existe uma subgraduação até a faixa seguinte.

Existe ainda uma subdivisão dentro da faixa preta, diferenciando os atletas conforme critérios de tempo e habilidades adquiridas. As faixas eméritas são entregues após o sétimo grau e vão até o nono e décimo grau de faixa preta, momento em que são concedidas a faixa vermelha e preta (representando o sétimo grau), a faixa vermelha e branca (representando o oitavo grau) e a faixa vermelha (representando o nono e décimo grau), premiando uma vida inteira dedicada aos ensinamentos e prática da arte suave.

Dicas de jiu-jitsu para iniciantes

1. Seu kimono, seu parceiro: cuide muito bem dele!

Sim. Assim como nas demais artes marciais orientais, o jiu-jitsu é praticado de kimono, que é o uniforme do lutador. Então, lave-o sempre após os treinos. Caso você pratique todos os dias (o que inviabiliza a lavagem diária), considere a possibilidade de ter mais de um kimono.

Mesmo com todo o cuidado, é possível que, mesmo depois da lavagem, ele escureça e continue com mau cheiro. Se isso acontecer com você, uma dica importante é utilizar bicarbonato de sódio na água da lavagem. Isso conservará a cor do seu uniforme e afastará os maus odores por mais tempo.

2. Seu corpo, sua arma: cuide-se!

No jiu-jitsu, seu corpo e sua mente são suas únicas armas. Isso quer dizer que, por mais empolgante que seja esse esporte, é necessário tomar cuidados importantes com o corpo para evitar lesões durante os treinos e nas lutas. Não abra mão dos exercícios de alongamento e de fortalecimento muscular e dos ombros.

Dormir regularmente (e bem!) e se alimentar de maneira adequada também são dicas valiosas para os praticantes de jiu-jitsu. Afinal, você não vai querer perder treinos e os campeonatos por não estar se sentindo bem, não é?

3. Seu ego, seu inimigo: não fique nervoso à toa

Ao iniciar qualquer nova atividade física, é comum você ter pouco conhecimento e preparo, já que está na academia para aprender! Então, é comum o iniciante ser “finalizado” por oponentes menores e mais leves, porém que possuem mais tempo de caminhada nessa arte. Então, nada de ficar nervosinho.

Com o tempo e muito treino, você verá que ser “amassado” no início faz parte do ciclo natural do lutador de jiu-jitsu e vai até achar graça do tempo em que todos te imobilizavam rapidamente.

4. Sua equipe, seus companheiros: aproveite a experiência do outro

Na academia, você estará com outros alunos de jiu-jitsu, muitos deles com muito mais tempo de experiência que você. E depois do professor, ninguém melhor do que os atletas mais experientes para compartilhar conhecimento, dicas e informações que o ajudarão a evoluir técnica e emocionalmente.

Absorver tudo o que você puder é essencial para que você evolua rapidamente nesse esporte. Afinal, treino eficaz não é aquele em que você se cansa ou no qual você finaliza alguém, mas que te dá aprendizado e crescimento.

5. Seu tatame, sua casa: jiu-jitsu se aprende no chão

No princípio, é totalmente normal se empolgar com o novo esporte e realizar pesquisas, assistir vídeos, procurar dicas, entre outras atividades. Porém, você deve ter em mente que o local correto para aprender jiu-jitsu é somente no tatame e sempre sob a supervisão do professor para que não ocorram lesões ou machucados.

Esperamos que, com esses pequenos segredos de jiu-jitsu para iniciantes, você consiga melhorar sua performance no tatame e alcance todos os benefícios que essa arte tem a oferecer. Para mais conteúdos como este, siga nossas redes sociais! Estamos no Facebook, Twitter, Instagram, Google+ e Youtube!